3 de novembro de 2016

O GLÚTEN E AS DOENÇAS CELÍACAS (PARTE I)

,




O GLÚTEN E AS DOENÇAS CELÍACAS (PARTE I)



*Por Dr. Adagmar Andriolo

O glúten é uma proteína presente em cereais, como o trigo, centeio e a cevada. Algumas pessoas desenvolvem intolerância ao glúten, que, como consequência, geram as doenças celíacas, que são autoimunes bem definidas, nas quais o sistema imunológico do organismo passa a produzir anticorpos que agridem algumas estruturas do próprio indivíduo, como parte da reação inadequada à presença do glúten na alimentação. Essa agressão resulta, principalmente, em lesão das paredes do intestino e a pessoa passa a não absorver adequadamente vários nutrientes importantes para uma alimentação saudável.

O fator desencadeante da doença é a reação imunológica do organismo contra uma substância chamada gliadina, uma proteína de glúten encontrada no trigo, na cevada, no centeio e na aveia. A doença celíaca pode afetar pessoas de todas as idades, mas, na maioria das vezes, suas manifestações começam na infância. Como o intestino delgado é o órgão mais atingido, os principais sintomas incluem diarreia crônica, perda de peso e fraqueza. Mesmo em indivíduos geneticamente predispostos, a doença pode não apresentar nenhuma manifestação em determinadas fases da vida.

No entendimento atual, a doença celíaca não tem cura, sendo que, até o momento, o único tratamento eficaz é a adoção de uma dieta totalmente isenta de glúten.

Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas de doença celíaca podem variar, desde manifestações leves até situações graves. Muitos indivíduos adultos são portadores de uma forma bastante branda da doença, apresentando apenas fraqueza e anemia ou eventuais desconfortos abdominais, como flatulência e distensão abdominal. Em geral, os sinais e sintomas são devidos à má absorção e à desnutrição decorrentes da doença.

Existem diferentes sinais e sintomas da doença celíaca, incluindo: dores de estômago, gastrite, cólicas abdominais, flatulência, diarreia, presença de sangue e de gordura nas fezes, fezes com odor fétido, dores ósseas e nas articulações, retardo no crescimento em crianças, edema, anemia ferropriva (por deficiência de ferro), desnutrição, câimbras musculares, perda de massa muscular e deficiência de nutrientes específicos como as vitaminas B12, D e Potássio.

Uma manifestação dermatológica associada à doença celíaca é a queratose pilar, também conhecida como “pele de galinha”. É uma condição na qual aparecem elevações duras da pele, principalmente em torno das coxas, braços e bochechas. Eles se parecem com a pele arrepiada, mas são permanentes.

Pacientes com sensibilidade ao glúten também podem apresentar instabilidade emocional e mental, chegando à depressão, ansiedade e mudanças drásticas e bruscas de humor. Dentre outras manifestações, o paciente pode ter dor de cabeça persistente e crises de enxaqueca.

Diagnóstico da doença celíaca

O diagnóstico clínico da doença celíaca é difícil, uma vez que existem outras doenças que podem se manifestar com os mesmos sinais e sintomas, como insuficiência pancreática, doença de Crohn do intestino delgado, síndrome do intestino irritável, o pequeno crescimento excessivo de bactérias intestinais, entre outras. Por essa razão, o diagnóstico é realizado por exames de sangue e confirmado por biopsia do intestino.

Os exames de sangue que são específicos para o diagnóstico a doença celíaca incluem a pesquisa de anticorpos antigliadina, antiendomísio e anti-transglutaminase. A biópsia do intestino delgado, que consiste na coleta de alguns fragmentos da mucosa intestinal por endoscopia é considerada o teste mais adequado para a doença celíaca. Os fragmentos são examinados com diferentes técnicas de microscopia.


*Dr. AdagmarAndriolo é médico patologista clínico, doutorado em Patologia, professor associado da disciplina de medicina laboratorial na UNIFESP (Escola Paulista de Medicina), editor chefe do Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, ex-presidente da SBPC/ML - Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial. Escreve sobre seus exames no Mundo dos Exames (www.mundodosexames.com.br), plataforma que auxilia pacientes a entender com detalhes seus pedidos de exames e encontrar o melhor laboratório para realizá-los.
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “O GLÚTEN E AS DOENÇAS CELÍACAS (PARTE I)”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Google+

Site Registro-SP

Site Registro-SP
Cotação da Banana
Cotação da Banana
20 a 27 de março

WhatsApp do Site

WhatsApp do Site
Autor
Facebook
Recomende-nos no Google

APP Notícias do Site

APP Notícias do Site

TV Ilha Comprida

TV Ilha Comprida
DMCA

Eventos Acer (RBBC)

Eventos Acer (RBBC)

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

Quadrinhos Registro da Colônia Japonesa

Receitas do Vale

Receitas do Vale

pagead

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]