27 de setembro de 2016

SP premia hospitais de referência na área de transplantes

,

SP premia hospitais de referência na área de transplantes

Premiação destaca unidades particulares e públicas que mais se destacaram na captação, notificação e realização de transplantes entre agosto de 2015 e agosto de 2016

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza nesta terça-feira, dia 27 de setembro, no Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, a entrega do prêmio “Destaque – Transplante e Captação de Órgãos 2016”, destinado aos hospitais e equipes que mais se destacaram na captação, notificação e realização de transplantes entre agosto de 2015 e agosto de 2016.

Dividido nas categorias de transplantes realizados, melhor Organização de Procura de Órgãos e melhor comissão intra-hospitalar, o prêmio foi concedido, no total, a nove hospitais, públicos e privados, localizados na capital e no interior do Estado.

Na categoria transplantes de órgãos feitos em hospitais da capital, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP recebe premiação tanto por transplantes de coração adulto (41) como infantil (14) e por transplante de pulmão (36).

Já o Hospital do Rim e da Hipertensão, associado à Escola Paulista de Medicina, recebe o prêmio por transplante de rim (681), na capital. No interior, o prêmio por transplante de rim foi concedido ao Hospital das Clínicas da Unicamp (125).

O Hospital do Rim também recebe premiação por transplante conjugado de pâncreas e rim (13) e o HC de Campinas também foi premiado pelo número de transplantes de fígados realizados (54). Na capital, na mesma categoria, o prêmio ficou para o Hospital Albert Einstein (107).

Por transplante de córneas, o Banco de Olhos de Sorocaba recebe a premiação por ter realizado 2.035 procedimentos pela regional 1 da Central de Transplantes.  Pela Regional 2, o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto foi o destaque, com 131 transplantes do tecido.

A premiação também contempla as Organizações de Procura de Órgãos (OPOs). A do Hospital São Paulo foi destaque na capital por ter conseguido, nos hospitais da região onde atua, 135 doadores viáveis (que tiveram pelo menos um órgão usado em transplante). No interior o prêmio foi para o Campinas, por seus 95 doadores viáveis.

“Hoje, temos dez OPOs (Organizações de Procura de Órgãos) no Estado a fim de captar órgãos e tecidos, mas, por vezes, por falta de diálogos sobre o assunto, a família não autoriza a doação. É muito importante que, em vida, as pessoas deixem seus familiares cientes do desejo de doar seus órgãos após a morte”, diz David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

Já na categoria de melhor comissão intra-hospitalar de transplantes, que, paralelemente ao trabalho das OPOs, busca captar doadores internamente nos serviços, o destaque ficou para o Hospital Regional de Osasco e para o Hospital Regional de Presidente Prudente, ambos unidades da Secretaria de Estado da Saúde. Foram viabilizados, pelas comissões, respectivamente, 25 e 19 doadores.

Também foram premiados por seus bancos de tecido ocular humano, o Banco de Olhos de Sorocaba e o Banco de Córneas do HC de Ribeirão.

Setembro Verde
Em comemoração ao Dia Nacional de Doação de Orgãos e Tecidos (27 de setembro) e em alusão à campanha nacional denominada “Setembro Verde”, de conscientização sobre a importância da doação de órgãos, o prédio sede da Secretaria de Estado da Saúde foi iluminado, na cor verde para lembrar a importância da doação de órgãos e tecidos.

“São Paulo é responsável, hoje, por 40% do total de transplantes do país, mas ainda há muito por se fazer e a conscientização da importância da doação de órgãos e tecidos é primordial para reduzirmos o tempo de espera por uma nova chance de vida”, reforça Uip.

Atualmente, a doação de órgãos deve ser consentida. Portanto não vigora mais a lei que só considerava efetivamente doadores aqueles que tivessem no RG ou na Carteira Nacional de Habilitação a inscrição “Doador de Órgãos e Tecidos”. Hoje quem autoriza a doação são os familiares com até o segundo grau de parentesco.

Até o fim do mês de agosto foram realizados no Estado 5.065 transplantes de órgãos e tecidos, sendo 86 de coração, 337 de fígado e 68 de pulmão, 42 de pâncreas, 1.010 de rim e 3.522 de córneas.

Em todo o ano de 2015, foram realizados no Estado 7.088 transplantes de órgãos e tecidos.

Conscientização

O Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini  do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria de Estado da Saúde administrada em parceria com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), deu início na última sexta-feira, 23 de setembro, à Semana de Conscientização da Doação de Órgãos, que segue até o dia 30.

A semana contará com uma campanha de conscientização online, além de ação no próprio hospital. Até a próxima sexta-feira, a fanpage da unidade no Facebook (www.facebook.com/hospitaldetransplantes) divulgará teasers explicativos, gravados com profissionais da instituição, incentivando a doação de órgãos. Além disso,  foi programada para o dia 27 a divulgação de um vídeo com depoimentos de pacientes transplantados na unidade, demonstrando a importância do doação e do transplante de órgãos.

Por fim, haverá no hospital uma placa, ao estilo de uma moldura de fotografia, com a hashtag #EuSouDoador, com a qual pacientes, funcionários e visitantes poderão registrar uma foto, mostrando que apoiam a doação e incentivando o compartilhamento da campanha online.

Já o Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina da USP promove, nesta terça-feira (27) campanha em alusão ao Dia do Doador de Órgãos e Tecidos. Durante a ação, pacientes na lista de espera de um transplante e transplantados de fígado irão distribuir material educativo para maior conscientização do público sobre a importância de doar órgãos.

Médicos assistentes e residentes também irão esclarecer dúvidas sobre a importância da doação para a sobrevida de doentes que dependem de transplantes. A campanha acontecerá, das 9h às 16h, em frente ao Prédio dos Ambulatórios do HC, na Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, próximo à Estação do Metrô Clínicas.

A iniciativa é da Divisão de Transplantes de Fígado e Órgãos do Aparelho Digestivo e da Divisão de Gastroenterologia e Hepatologia Clínica do HC-FMUSP. São parceiros da campanha a OPO - Organização e Procura de Órgãos do HC e a ONG Viva Transplante.

Em 2015, o Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP realizou 511 transplantes, sendo 195 de rim, 120 de medula óssea, 96 de fígado, 93 de córnea e sete de pâncreas.

Comentários
0 Comentários
0 comentários to “SP premia hospitais de referência na área de transplantes”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Mobile

addthis

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Empregos no Japão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]