1 de junho de 2016

FINANÇAS SOLIDÁRIAS E BANCOS COMUNITÁRIOS FORAM OS TEMAS DA PALESTRA MINISTRADA POR RAFAEL MESQUITA

,


FINANÇAS SOLIDÁRIAS E BANCOS COMUNITÁRIOS FORAM OS TEMAS DA PALESTRA MINISTRADA POR RAFAEL MESQUITA


Em continuidade as palestras sobre o tema “Economia Solidária”, iniciadas no ano passado com Rosana Rocha do IDESC, no dia 20 de maio passado, atendendo ao convite da Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros de Iguape – (AAPCI) Rafael Mesquita, sociólogo e fundador do Banco Comunitário – União Sampaio, compareceu à sede do projeto Gerando renda, motivando cidadãos, para ministrar a palestra “Finanças Solidárias”.

FINANÇAS SOLIDÁRIAS E BANCOS COMUNITÁRIOS FORAM OS TEMAS DA PALESTRA MINISTRADA POR RAFAEL MESQUITA

Papel fundamental no desenvolvimento solidário das comunidades – Rafael Mesquita é um dos fundadores do Banco Comunitário União Sampaio, fundado em 2009, na comunidade de Campo Limpo, na zona sul da cidade de São Paulo. Ele apresentou aos presentes o conceito de Economia Solidária, o papel das finanças solidárias e dos bancos comunitários na construção do desenvolvimento solidário das comunidades, explicando como funciona um banco comunitário, as formas e as políticas de crédito que um Banco Comunitário de Desenvolvimento – (BCD) precisa ter e os desafios enfrentados nas comunidades. “Para a criação de um BCD, primeiro é preciso buscar um engajamento das pessoas na comunidade. Geralmente estas pessoas estão organizadas em entidades, associações de bairro, movimentos sociais, empreendimentos da economia solidária, governo local, etc... São esses grupos que irão movimentar a comunidade em torno da ideia de um banco comunitário”,  explicou o sociólogo.

Pequenos empréstimos, gerando pequenos negócios – A ideia dos pequenos empréstimos (microcrédito), começou em 1976, quando Professor e Nobel da Paz Muhammad Yunus, com apenas USD 27 começou a emprestar a 42 mulheres que viviam abaixo da linha da pobreza na vila de Jobra, em Bangladesh.
Essas moradoras viviam em um ciclo de miséria, presas a agiotas locais. Com o empréstimo realizado elas puderam pagar suas dívidas e começar pequenos negócios. Este pequeno experimento teve um grande efeito, os empréstimos foram pagos, gerando novos empréstimos e a vida da população de Jobra mudou desde então. Inspirado pela experiência positiva, e percebendo quanto impacto podia ser gerado com uma pequena quantidade de dinheiro, o Professor Yunus fundou o Grameen Bank, com a finalidade de emprestar dinheiro (microcrédito) para pessoas que não teriam acesso a capital em bancos comerciais tradicionais. (Fonte:Yunus Negócios Sociais-Brasil – http://www.yunusnegociossociais.com)

Desta forma, surgiu, em todo mundo, o conceito de negócios sociais que são empresas que têm como a única missão solucionar um problema social; são autossustentáveis financeiramente e não distribuem dividendos. Assim, também, é o princípio das finanças solidárias.

Caixa solidário, uma saída! -- Segundo Anísia Lourenço, a AAPCI já vem há algum tempo discutindo a ideia de ter um caixa destinado às finanças solidárias, “Nós notamos que muitos artesãos e produtores passam por dificuldades financeiras, o que prejudica a produção e a sua participação em feiras”, fala. “Com o caixa solidário poderíamos emprestar pequenas quantias aos artesãos que necessitassem de dinheiro em um momento de dificuldade, desta forma eles podem continuar com sua produção ou mesma ampliá-la para poder participar de outros pontos de venda. Hoje,  os artesãos e produtores caseiros têm muita dificuldade de trabalhar com os bancos comerciais tradicionais, devido as exigências para uma abertura de conta e um pedido de empréstimo, que não condizem com a realidade deles”, explica Anísia. “Eu acredito que a melhor saída para a AAPCI é ter um caixa solidário para pequenos empréstimos aos associados e com o passar do tempo poderíamos ampliar os serviços de finanças solidárias”, finaliza.

Mario Spínula Filho, artesão e associado da aapci falou sobre a palestra – “A palestra do sociólogo Rafael Mesquita foi muito proveitosa, pois ele falou de vários aspectos de um Banco Comunitário, que é um dos itens da Economia Solidária. Ele esclareceu nossas dúvidas sobre como funciona um Banco Comunitário e a moeda social e como este mecanismo pode ajudar no crescimento da economia de uma região”, diz o artesão. “ A AAPCI já é parceira da Rede de Economia Solidária, e isto não é por acaso, uma vez que praticamos a autogestão. Nós, os associados, somos nossos próprios patrões e a matéria-prima que usamos para confecção do artesanato é extraída da região local e, além do Mercado de Artesanato e Cultura onde vendemos nossos produtos e artesanatos, também participamos da feira do produtor rural aos domingos. Este é o verdadeiro conceito de Economia Solidária: criamos, produzimos e vendemos nossos produtos e com isto geramos a nossa renda!”, finaliza Mario.

Em 2006, foi criada a Rede Brasileira de Bancos Comunitários, visando a consolidação de políticas públicas e ações que fortaleçam a atuação destes bancos em suas comunidades. Existem atualmente cerca de 100 bancos comunitários de 19 estados de várias regiões do país, sendo 9 bancos no estado de São Paulo. (Fonte: Núcleo de Apoio às Atividades de Cultura e Extensão em Economia Solidária (NACE/NESOL – Universidade de São Paulo)


O projeto Gerando renda, motivando cidadãos é coordenado e executado pela Associação de Artesãos e Produtores Caseiros de Iguape (AAPCI), com o patrocínio da Petrobras, por meio da Seleção Pública Comunidades do Programa Petrobras Socioambiental.
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “FINANÇAS SOLIDÁRIAS E BANCOS COMUNITÁRIOS FORAM OS TEMAS DA PALESTRA MINISTRADA POR RAFAEL MESQUITA”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Mobile

addthis

Consorcio na Valenautico

Técnico de Informática

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]