23 de maio de 2016

Vampiros, zumbis e outros seres fantásticos vão invadir Iguape durante o Festival Paulista de Literatura em junho

,


Vampiros, zumbis e outros seres fantásticos vão invadir Iguape durante o Festival Paulista de Literatura em junho

Realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, o Festival Paulista de Literatura celebra os 100 anos de nascimento de Murilo Rubião com grandes autores de fantasia, além de atrações como Moraes Moreira, Zélia Duncan e a atriz global Débora Falabela


Os fãs de literatura, cinema e quadrinhos fantásticos de monstros e outros seres imaginários vão ter motivos de sobra para participar da quarta edição do Festival Literário de Iguape (FLI) – que este ano cresceu e virou Festival Paulista de Literatura. A literatura fantástica será o tema do evento, a partir da celebração dos 100 anos de nascimento do escritor mineiro Murilo Rubião, considerado um dos pais do gênero na América Latina. O Festival é organizado pelo programa Oficinas Culturais, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e gerenciado pela organização social POIESIS. Participam como organizadores também a APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte e a Prefeitura Municipal de Iguape, com apoio da SP Leituras.

Durante quatro dias, outra Iguape surgirá por meio de palestras, conversas e oficinas sobre diferentes aspectos da literatura fantástica, com vários dos mais importantes autores do segmento em atividade no país: Raphael Montes, Helena Gomes, Rosana Rios, Daniel Munduruku, Eric Novello, Martha Argel, Moreira de Acopiara, Débora Ferraz, Estevão Azevedo, Micheliny Verunschk, Solange Castro Neves e Xandy Novaski.

A exposição Quase Roteiro – Centenário de Murilo Rubião, com curadoria de Cleber Cabral, celebrará o homenageado desta edição. Os visitantes poderão conhecer a vida, a obra e as encenações feitas a partir da ficção do escritor - que deixou uma obra pequena, porém significativa para a literatura brasileira. O panorama evocativo da exposição reunirá cartas, fotografias, livros, manuscritos, programas das montagens teatrais e rascunhos. O escritor também será o tema da mesa redonda Murilo Rubião – Um mestre do fantástico, com o crítico e biógrafo Humberto Werneck e a sobrinha do autor, Silvia Rubião.

Outro destaque será a conversa com os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015, instituído pela Secretaria de Cultura do Estado desde 2008. Participam do bate-papo Micheliny Verunschk, Débora Ferraz e Estevão Azevedo. Eles falarão sobre seus romances premiados, sua trajetória como escritores, leituras e processo criativo. O FLI terá também espaço nobre para a gastronomia, a literatura de cordel e o encontro da literatura caiçara, com autores locais e da região.

Música e teatro
Como ocorre todo ano, a edição 2016 terá música e teatro de primeira linha. A atriz Débora Falabela, de novelas como Avenida Brasil, encenará O amor e outros estranhos rumores, com o Grupo 3 de Teatro e direção de Yara de Novaes. O texto que será apresentado é uma adaptação de Silvia Gomez para dois contos de Murilo Rubião, “O Contabilista Pedro Inácio”, que contabiliza os custos de um amor; e “Bárbara”,em que um marido resignado se vê diante dos pedidos incessantes e nada comuns da esposa, que engorda a cada desejo satisfeito. Divertido, inteligente e diferente.

Na noite de sexta, dia 10, Moraes Moreira subirá ao palco da praça para uma apresentação especial. Em formato de voz e violão, o artista, que fundou e integrou a banda Novos Baianos, misturará recitais de cordel com um repertório de clássicos que atravessam gerações e o consolidaram como um dos maiores nomes da música popular brasileira, como "Preta Pretinha", "Acabou Chorare" e "O Mistério do Planeta". Na noite seguinte, será a vez de Zélia Duncan, que trará, além de seus hits, sambas inéditos e canções de Paulinho da Viola, Riachão e Dona Ivone Lara.

PROGRAMAÇÃO 
                           9/6 – Quinta-feira

14h às 15h30
OFICINA DE CRIAÇÃO: METAMORFOSES DA NARRATIVA
Reynaldo Damazio
Público: escritores, estudantes e interessados em geral
Classificação: a partir de 16 anos
Inscrições até 8/6. Para se inscrever 
clique aqui 
Local: Oficina Cultural Gerson de Abreu
20 vagas

Escrita de narrativas breves a partir da leitura e da discussão de textos de Franz Kafka, como "A metamorfose" e "Narrativas do espólio". Os exercícios de criação serão ambientados na atualidade, explorando os limites entre realidade e fantasia.

Reynaldo Damazio é editor, crítico literário, escritor e gestor cultural. Coordenador do Centro de Apoio ao Escritor da Casa das Rosas e autor de "Com os dentes na esquina" (2015), entre outros.

19h
EXPOSIÇÃO: “QUASE ROTEIRO” – CENTENÁRIO DE MURILO RUBIÃO
Curadoria: Cleber Cabral
Visitação: 10 a 30/6 - terça a sexta-feira - 13h às 22h | sábados – 9h às 18h
Classificação: Livre
Local: Oficina Cultural Gerson de Abreu

A vida, a obra e as encenações feitas a partir da ficção de Rubião. O panorama evocativo da exposição “Quase Roteiro” traz cartas, fotografias, livros, manuscritos, programas das montagens teatrais e rascunhos. Um percurso por três atos da trajetória do autor de “O Ex-Mágico”.

20h30
ESPETÁCULO: “O AMOR E OUTROS ESTRANHOS RUMORES”
Grupo 3 de Teatro
Direção: Yara de Novaes
Elenco: Débora Falabella, Maurício de Barros, Rodolfo Vaz e Priscila Jorge.
Classificação: a partir de 14 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica
Capacidade: 400 lugares

Adaptação de Silvia Gomez para dois contos de Murilo Rubião: “O Contabilista Pedro Inácio”, que contabiliza os custos de um amor; e “Bárbara”, em que um marido resignado se vê diante dos pedidos incessantes e nada comuns da esposa, que engorda a cada desejo satisfeito.

21h
MESA REDONDA: MURILO RUBIÃO – UM MESTRE DO FANTÁSTICO
Humberto Werneck e Silvia Rubião
Mediação: Reynaldo Damazio
Classificação: a partir de 14 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica

O encontro entre a sobrinha e gestora da obra e do acervo literário de Murilo Rubião, e o jornalista que conviveu com o autor no ambiente literário da Belo Horizonte dos anos 1960, na redação do Suplemento Literário de Minas Gerais. Humberto Werneck e Silvia Rubião refletem o legado do artista rigoroso, tolerante e generoso, responsável por livros e contos que o consagraram mestre brasileiro da literatura fantástica.

Humberto Werneck é jornalista e escritor. Cronista do Estadão, já trabalhou no Jornal da Tarde, Veja, Jornal da República, Isto É, Jornal do Brasil e Elle. Entre outros livros, é autor de “O Pai dos Burros” e “O Santo Sujo: A Vida de Jayme Ovalle”.

Silvia Rubião, jornalista e editora, desenvolve projetos culturais como a coleção literária “BH - A cidade de cada um”, que preserva a memória dos bairros e locais emblemáticos de Belo Horizonte. Em 2005, publicou o livro de poemas “Tangências”. Atualmente, é também diretora do Centro Cultural Minas Tênis Clube.

     10/6 – Sexta-feira

10h
MITOS E LENDAS DOS ESPÍRITOS DA FLORESTA
Daniel Munduruku
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Local: Tenda da Praça da Basílica

Duende de olhos postiços, mulher-lesma, caveira-rolante e outras histórias: o guardião da memória de diferentes povos indígenas narra os mistérios da relação do homem com os seres da natureza.

Daniel Munduruku, escritor indígena, é graduado em Filosofia, licenciado em História e Psicologia, doutor em Educação, pela USP, e pós-doutor em Literatura, pela UFSCar. Sua obra, recomendada pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, recebeu diversos prêmios no Brasil e exterior, como Prêmio Jabuti, Prêmio da Academia Brasileira de Letras e Prêmio Tolerância (UNESCO).

11h às 12h30
OFICINA DE LITERATURA FANTÁSTICA: MURILO RUBIÃO E CORTÁZAR
Helô Barros
Público: escritores, estudantes e interessados em geral
Classificação: a partir de 16 anos
Inscrições até 8/6.
Para se inscrever 
clique aqui 
Local: Oficina Cultural Gerson de Abreu
20 vagas

Exercícios de narrativas curtas, a partir do lúdico na literatura e o fantástico presente na obra de Júlio Cortázar, “Histórias de Cronópios e de Famas”, e de Murilo Rubião, “Teleco, o Coelhinho”.

Helô Barros, que há mais de 30 anos participa de grupos de criação literária, trabalha como editora e arte-finalista de cadernos literários. Assessora da diretoria cultural do Club Athletico Paulistano, tem sua obra publicada em várias antologias, além de crônicas e contos premiados.

13h30
MITOS E LENDAS DOS ESPÍRITOS DA FLORESTA
Daniel Munduruku
Local: E.E. Profª. Elvira Silva, Rua Vitorino Antonio da Silva, s/n, Bairro Icapara
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos

Duende de olhos postiços, mulher-lesma, caveira-rolante e outras histórias: o guardião da memória de diferentes povos indígenas narra os mistérios da relação do homem com os seres da natureza.

Daniel Munduruku, escritor indígena, é graduado em Filosofia, licenciado em História e Psicologia, doutor em Educação, pela USP, e pós-doutor em Literatura, pela UFSCar. Sua obra, recomendada pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, recebeu diversos prêmios no Brasil e exterior, como Prêmio Jabuti, Prêmio da Academia Brasileira de Letras e Prêmio Tolerância (UNESCO).

13h30
ESPETÁCULO: “CONVERSA RIBEIRINHA”
Batucajé
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Local: Tenda da Praça Basílica

Costumes, lendas e usos dos moradores do Vale do Ribeira: o espetáculo poético-musical do grupo Batucajé, criado pelo músico e compositor Antonio Lara e pelo poeta e declamador Júlio Costa, traz os encantamentos da cultura caiçara, quilombola, ribeirinha, indígena e cabocla.

15h às 16h30
OFICINA DE LITERATURA FANTÁSTICA: MONSTROS DA FICÇÃO
Irana Magalhães
Público: escritores, estudantes e interessados em geral
Classificação: a partir de 16 anos
Inscrições até 8/6. Para se inscrever 
clique aqui Local: Oficina Cultural Gerson de Abreu
20 vagas

A partir de características de seres monstruosos presentes na obra de Murilo Rubião, H.P. Lovecraft, J.R.R. Tolkien e Jorge Luis Borges, serão estabelecidas intersecções e peculiaridades no modo como esses autores trabalham a transfiguração da realidade.

Irana Magalhães é bacharel em Letras, com habilitação em Português e Alemão. Trabalha como Assistente de Organização e Pesquisa no Centro de Referência Haroldo de Campos, na Casa das Rosas.

16h
MITOS E LENDAS DOS ESPÍRITOS DA FLORESTA
Daniel Munduruku
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Local: EMEF Profª. Zely Alves Fortes, Av. Vereador Manoel Gonçalves Pires, nº 205, Bairro Rocio

Duende de olhos postiços, mulher-lesma, caveira-rolante e outras histórias: o guardião da memória de diferentes povos indígenas narra os mistérios da relação do homem com os seres da natureza.

Daniel Munduruku, escritor indígena, é graduado em Filosofia, licenciado em História e Psicologia, doutor em Educação, pela USP, e pós-doutor em Literatura, pela UFSCar. Sua obra, recomendada pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, recebeu diversos prêmios no Brasil e exterior, como Prêmio Jabuti, Prêmio da Academia Brasileira de Letras e Prêmio Tolerância (UNESCO).

15h às 17h
BATE-PAPO: VAMPIROS, ZUMBIS E OUTROS MONSTROS
Eric Novello, Martha Argel e Raphael Montes
Classificação: a partir de 10 anos
Local: Tenda da Praça Basílica

Histórias de vampiros, zumbis e monstros sempre povoou a cabeça das crianças, adolescentes e adultos, desde a tradição oral até os e-books; e são fatos que comprovam que estes tipos de histórias mexem com os nossos medos — o que pode explicar o sucesso das vendas destes livros nos sites e nas livrarias.
Refletir sobre estes personagens na ficção não só na literatura, mas tem na TV, cinema e jogos.

Eric Novello, autor e tradutor, possui cinco livros publicados. Já participou de diversas coletâneas, revistas e jornais de literatura. Em suas histórias, propõe diferentes maneiras de desconstrução da realidade, e construção de um mundo mais inclusivo e diverso.

Martha Argel, escritora, tem seus contos em várias revistas e fanzines de ficção científica, fantasia e terror. Publicou, entre outros livros, os romances "O Vampiro da Mata Atlântica", "Relações de Sangue", e a antologia crítica "O Vampiro Antes de Drácula".

Raphael Montes é advogado e autor dos romances policiais e de mistério policial “Suicidas”, “Dias Perfeitos” e “O Vilarejo”. Seus livros foram traduzidos para 13 países e serão adaptados para o cinema. Assina uma coluna mensal no blog da Companhia das Letras e outra no Jornal O Globo. Escreve roteiros para cinema e TV, como a série Espinosa (GNT) e o seriado de terror SUPERMAX, a ser exibido na Rede Globo em 2016.

16h
LITERATURA DE CORDEL: HARMONIZAÇÃO POR MEIO DA POESIA
Moreira de Acopiara
10/6 – sexta-feira – 16h – E.E. Profº. Clodonil Cardoso (Rua Vitoriano Ribeiro, nº 431 - Bairro Rocio)
70 minutos
Livre

A origem do cordel e sua importância na formação da cultura brasileira. Intercalando poemas de sua autoria, uma experiência que promete emocionar o público, Moreira abordará o popular gênero na música, literatura, teatro e cinema.

Moreira de Acopiara, poeta e compositor cearense, é autor de centenas de folhetos. Gravou CDs com poemas de sua autoria e tem trabalhos musicados e gravados por vários artistas. Publicou mais de 20 livros, sendo os mais recentes, entre outros, “Cordel em Arte e Versos”, “O Sertão é o Meu Lugar” e “A Divina Comédia em Cordel”.

20h30
PRÊMIO SÃO PAULO DE LITERATURA 2016
VEREDAS DA LITERATURA BRASILEIRA HOJE
Débora Ferraz, Estevão Azevedo e Micheliny Verunschk
Mediação: Reynaldo Damazio
Classificação: Livre
Local: Tenda da Praça da Basílica

Conversa com os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015, instituído pela Secretaria de Cultura do Estado desde 2008, Micheliny Verunschk, Débora Ferraz e Estevão Azevedo, sobre os romances premiados, sua trajetória como escritores, leituras e processo criativo. Os três escritores representam a diversidade e a qualidade da ficção brasileira contemporânea.

Micheliny Verunschk é autora de “Nossa Teresa – Vida e morte de uma santa suicida” (Editora Patuá), premiada na categoria Autora Estreante com mais de 40 anos; Débora Ferraz é autora de “Enquanto Deus não está olhando” (Record), categoria Autora Estreante com menos de 40 anos; Estevão Azevedo é autor de “Tempo de espalhar pedras” (Cosac Naify), prêmio de melhor romance de 2015.

22h
SHOW: DANILO NUNES E O CARROSSEL DE BACO
Classificação: a partir de 12 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica

Festas populares, crendices, cirandas, maracatus, sambas, xotes, batuques: com um som que conecta os cordéis às pistas, o grupo da nova geração da música santista apresenta o show que marca seus dez anos de estrada. Influenciado pela Tropicália e nomes como Luiz Gonzaga, Raul Seixas, Alceu Valença e Sérgio Sampaio, a banda caiçara entrega um show repleto de ritmo, sons elétricos e misturas sonoras.

23h
SHOW: MORAES MOREIRA
Classificação: a partir de 12 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica

Em formato voz e violão, o artista que fundou e integrou a banda Novos Baianos, apresenta um repertório de clássicos que atravessam gerações e o consolidam como um dos maiores nomes da música popular brasileira, como "Brasil Pandeiro", "Preta Pretinha", "Acabou Chorare" e "O Mistério do Planeta".

11/6 – sábado

14h à 18h
OFICINA: SABORES DO FANTÁSTICO
Gerson Fontes, Helena Gomes e Rosana Rios
Público: interessados em geral
Classificação: a partir de 16 anos
Inscrições até 8/6. Para se inscrever 
clique aqui Local: Oficina Cultural Gerson de Abreu
20 vagas

Fantasia, horror e exploração do universo fantástico na gastronomia. Na prática, receitas e referências do gênero que, aliadas à culinária caiçara, vão de antigos mitos aos livros e filmes de hoje.

Gerson Fontes, gestor cultural, é gastrônomo autodidata, pesquisador de comidas regionais. No teatro, criou e dirigiu a Companhia de Teatro Aguapé, de Iguape, e participou, como ator, da Companhia Teatral Minotauro Ouvidor e da Companhia do Teatro das Epifanias.

Helena Gomes é jornalista, professora universitária e autora de vários livros. Possui obras finalistas no Prêmio Jabuti e no Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, adotadas por escolas e selecionadas por programas de governo, como Programa Nacional Biblioteca da Escola e Apoio ao Saber.

Rosana Rios, duas vezes finalista do Prêmio Jabuti, é escritora de literatura fantástica. Iniciou a carreira em 1986, como roteirista do programa Bambalalão (TV Cultura). Com 149 livros publicados, já ganhou o Prêmio Cidade de Belo Horizonte, o primeiro lugar na 5ª Bienal Nestlé de Literatura, além do selo de altamente recomendável e inclusão em acervos da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

11h
LITERATURA DE CORDEL: HARMONIZAÇÃO POR MEIO DA POESIA
Moreira de Acopiara
Classificação: Livre
Duração: 70 minutos
Local: Tenda da Praça da Basílica

A origem do cordel e sua importância na formação da cultura brasileira. Intercalando poemas de sua autoria, uma experiência que promete emocionar o público, Moreira abordará o popular gênero na música, literatura, teatro e cinema.

Moreira de Acopiara, poeta e compositor cearense, é autor de centenas de folhetos. Gravou CDs com poemas de sua autoria e tem trabalhos musicados e gravados por vários artistas. Publicou mais de 20 livros, sendo os mais recentes, entre outros, “Cordel em Arte e Versos”, “O Sertão é o Meu Lugar” e “A Divina Comédia em Cordel”.

15h às 17h
ENCONTRO DA LITERATURA CAIÇARA
Classificação: Livre
Local: Tenda da Praça da Basílica

Ponto de encontro dos autores do Vale do Ribeira. Espaço de troca de experiências e celebração da literatura caiçara, o público vai conhecer sua produção regional, seus lançamentos e ainda poderá adquirir livros.

15h
ESPETÁCULO: “CORDEL DO AMOR SEM FIM”
Companhia de Teatro Atores em Conserva
Local: Praça dos Cachorrões, Rua Vereador Benedito Aquino Veiga, s/nº | Rocio
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos

Com dramaturgia de Claudia Barral e direção de Os Geraldos, o espetáculo apresenta três irmãs que vivem em Carinhanha, Bahia. No universo fantástico do sertão, a família feminina vê sua rotina mudada quando a mais nova, Teresa, se apaixona por um viajante e transforma a vida de todos em uma infindável espera. No elenco, Dimitri Souza e Souza, Ju Assis, Rose Tureck, Rafaele Breves e Rodrigo Cotrim.


18h
ESPETÁCULO: “TERRA ABAIXO, RIO ACIMA”
Cia. Cênica
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Local: Praça da Basílica

O progresso chega a uma pequena comunidade e, com ele, as águas. Casas, terras, pessoas, memórias, tudo é represado, submerso. Em um dia daqueles, em que o rio vira mar, os moradores e suas histórias fantásticas decidem emergir em busca de algo que se perdeu. O cortejo musical brasileiro da Cia. Cênica, com dramaturgia de Graziela Delalibera e direção de Fagner Rodrigues, conta ainda com orientação artística de Tiche Vianna e Babaya de Moraes. No elenco, Cássia Heleno, Clara Tremura, Diego Guirado, Fabiano Amigucci, Glauco Garcia, Márcia Morelli e Simone Moerdaui.

20h30
BATE-PAPO: PLATAFORMAS DO FANTÁSTICO
Solange Castro Neves e Xandy Novaski
Classificação: a partir de 12 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica

A arte de levar o universo fantástico para diferentes mídias. Do impresso ao audiovisual, obras literárias e produtos que trazem o sobrenatural e suas possibilidades de abordagem, passando por clássicos antigos, ficção, romances e lendas.

Solange Castro Neves, pós-graduada em Argumento e Roteiro para Cinema pela FAAP, já escreveu para TV Cultura, Rede Globo e Rede Record. Na televisão, foi coautora de “A Viagem”, “Mulheres de Areia”, “Que Rei Sou Eu”, “Brega e Chique”, e autora de “Quem é Você”, “Marcas da Paixão” e “Roda da Vida”. Na Editora Abril, durante 17 anos escreveu romances de bolso, sob vários pseudônimos.  Lançou os livros “Maktub - Assim Estava Escrito”, “Encontro com Giullia – Roteiro para Cinema” e “Magia da Terra – Roteiro para TV”.

Xandy Novaski, radialista e jornalista, iniciou a carreira como roteirista de TV. É roteirista e diretor do premiado curta-metragem “O Maior Amor de Todos”. Atuou como crítico de teledramaturgia e colaborador de diversas revistas, como Te Contei. “Cinza Solidão”, seu primeiro romance, ficou entre os finalistas no Prêmio PapoMix da Diversidade, e foi indicado por leitores do renomado site internacional Good Reads.



22h
SHOW: ZÉLIA DUNCAN
Classificação: a partir de 12 anos
Local: Tenda da Praça da Basílica

Após mais de dez álbuns e sucessos como “Catedral”, “Alma” e “Tudo Sobre Você”, a consagrada cantora e compositora Zélia Duncan apresenta o show de seu novo disco, “Antes do Mundo Acabar”, que traz, além de seus hits, sambas inéditos e canções de Paulinho da Viola, Riachão e Dona Ivone Lara.


ZÉLIA DUNCAN




12/6 – Domingo
 10h às 12h
FEIRA DE TROCA DE LIVROS
Classificação: Livre
Local: Tenda da Praça da Basílica

Feira de troca de livros infantis, adultos e gibis. Para o público, uma oportunidade de renovar suas bibliotecas pessoais, sem custo. É recomendado que os livros estejam em bom estado e não sejam didáticos ou técnicos.

10h30
ESPETÁCULO: “CORDEL DO AMOR SEM FIM”
Companhia de Teatro Atores em Conserva
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Local: Praça da Basílica

Com dramaturgia de Claudia Barral e direção de Os Geraldos, o espetáculo apresenta três irmãs que vivem em Carinhanha, Bahia. No universo fantástico do sertão, a família feminina vê sua rotina mudada quando a mais nova, Teresa, se apaixona por um viajante e transforma a vida de todos em uma infindável espera. No elenco, Dimitri Souza e Souza, Ju Assis, Rose Tureck, Rafaele Breves e Rodrigo Cotrim.
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “Vampiros, zumbis e outros seres fantásticos vão invadir Iguape durante o Festival Paulista de Literatura em junho”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Mobile

addthis

Contato (13) 3821-6148

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Empregos no Japão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]