24 de março de 2016

A ameaça terrorista à Europa

,

A ameaça terrorista à Europa



Utilizei o termo terrorista no título do meu artigo, mas tenho consciência de que este epíteto está sendo atualmente alvo de críticas, pois, dependendo do ponto de vista, (do ponto de vista dos militantes árabes radicais, por exemplo), melhor seria empregar combatente, defensor de uma causa ou apenas militante. A partir do momento que tais militantes semearam e semeiam o terror (entendido como destruição e mortes), não vejo por que empregar outro termo.

Sérgio Mauro
Sérgio Mauro
A história se repete e o fim parece não estar próximo: atentados terroristas na Bélgica depois de alguns meses de atentados na França. Qual será o próximo país a ser atingido? Trata-se do preço que as gerações atuais europeias pagam pelos erros cometidos pelos governantes no passado. Todos os desmandos e todas as atrocidades cometidas pelos europeus na colonização e nas contínuas intervenções no Oriente Médio repercutiram de maneira violenta na Europa, principalmente a partir dos anos 60, quando Israel, com o seu poderoso aparato militar, financiado pelos americanos, conquistou novas terras que antes pertenciam aos palestinos. Qualquer pessoa mediamente bem informada tem conhecimento destes fatos, mas como enfrentar a ameaça atual sem muitos debates e sem muitas intermináveis reuniões, tendo em vista a urgência dos acontecimentos?

A resposta não é certamente fácil. Antes de tudo, seria preciso considerar que as medidas de segurança implementadas pelos europeus nos últimos tempos têm se revelado inócuas ou até mesmo inúteis. Submeter passageiros dos aeroportos, na sua grande maioria, ou até prova em contrário, inocentes, ao tormento das filas imensas, não tem muita eficácia. Suspender provisoriamente as liberdades pessoais em nome da segurança pública é muitíssimo perigoso, pois facilmente o provisório pode passar a ser definitivo, e as consequências para a democracia seriam catastróficas.
De resto, já foi feito nos Estados Unidos depois do tristemente famoso 11 de setembro, e os resultados não foram tão satisfatórios.

O único meio para enfrentar o radicalismo árabe (ou qualquer outro radicalismo que se arvore no direito de pegar em armas e fazer justiça com as próprias mãos) é cortar-lhe as armas e os meios financeiros para comprá-las. Combater com todas as forças o tráfico internacional de armas seria, portanto, urgente e necessário, assim como bloquear os canais pelos quais escoa o dinheiro que sustenta esses grupos extremistas. Por que não se faz tal combate e por que não se interrompe tal fluxo monetário? Provavelmente, porque isto contraria o interesse das grandes indústrias armamentistas e porque os extremistas vendem o petróleo que possuem por um preço infinitamente mais baixo do que o praticado pelo mercado.

Concluindo, o verdadeiro responsável pela ineficácia dos meios de combate ao terrorismo é uma forma de corrupção, à medida que pessoas inescrupulosas lucram com armas e petróleo destinados a financiar a morte e a destruição. As causas do extremismo são históricas e, portanto, dificilmente sanáveis em curto prazo. Os efeitos desastrosos, porém, poderiam ser evitados, se os governos dos países europeus realmente estivessem dispostos a fazê-lo. Não é o que parece, infelizmente.            

Sérgio Mauro é professor da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara.
Comentários
0 Comentários
0 comentários to “A ameaça terrorista à Europa”

Postar um comentário


Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Comentário Anônimo, sem nome e email , não será publicado.

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do Site e que volte sempre!

in-article

Mobile

addthis

Consorcio na Valenautico

Técnico de Informática

Manutenção de celulares - Técnico de Informática

20 Mega de Internet

20 Mega de Internet na Infovale

Clique na imagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

O Vale do Ribeira Copyright © 2011 | Design by: [ Camilo Aparecido Almeida ] | Movido a: [ Blogger ]